Notícias

Cidades querem habitações que poupem energia

O evento Building the Urban Future: Climate- Friendly, Energy-Smart and Liveable reuniu especialistas em soluções urbanas  sustentáveis de vários paises do mundo.
 
Não há receita para essas soluções   porque as   cidades tem situações  muito diferentes: enquanto na Alemanha não deve haver  mais necessidades de se construir habitações a partir de  2020 porque a população vai parar  de aumentar, na Africa do Sul 30% das pessoas ainda vivem em ocupações irregulares. Na Holanda, um projeto de mapeamento de gasto de energia em habitações  vai possibilitar a economia de  60% de energia.
 
Todos concordam,entretanto,  que as barreiras precisam ser vencidas porque em 2010 as habitações, no mundo, contribuíram com 32% do gasto total de energia e 19 % das emissões de gás  relacionadas ao efeito estufa. Se forem disseminadas  boas práticas e tecnologias, este gasto de  energia  poderá  se  estabilizar ou até diminuir por volta de 2050.
 
Outro consenso foi que as cidades tem capacidade de encontrar soluções mais facilmente do que os países e  podem ajudar os governos nacionais a implementar o que for decidido na COP 21.

Tag(s): Notícia