Notícias

Grupo carioca da Rede avalia o ciclo da COP

Depois de São Paulo, em dezembro, chegou a vez do grupo carioca da Rede de Mulheres avaliar o ciclo COP 21 e, também,  conversar sobre plano de trabalho para 2016. Participaram do café-da-manhã, realizado no Jardim Botânico no dia 11 de janeiro,   Marina Grossi, Aspásia Camargo, Marianne Lachman, Lúcia Chayb, Carla Trigueiro, Marta Bartholomeu,  Ana Batista, além da anfitriã Samyra Crespo, e de Iêda Novais por Skype.
 
 
Leia Mais
 
 
Marina Grossi que é veterana das COP de Clima, onde começou no time de negociação do MCTI  em 1997, fez um breve resumo do que teriam sido os avanços da COP 21. Destacou a solidez da certeza científica, a articulação dos vários segmentos, o esforço dos países com suas INDC, o protagonismo do Brasil e o consenso internacional de que os desafios da implementação devem ser enfrentados.
 
Por  sua inserção – Marina é presidente do CEBDS –  ela ressaltou a visão progressista das empresas e a predominância da visão de longo prazo sobre o pessimismo do curto prazo, que no País é grande devido à recessão; elogiou o papel do Brasil e da Ministra Izabella; corroborou a imagem de que tivemos um turning-point – uma COP histórica;
 
 
Renata Bernardes, assistente da Secretaria Executiva,  também veterana de Conferências  da ONU sobre meio ambiente e desenvolvimento sustentável, complementou falando da importância do protagonismo das mulheres na COP do Clima, o que não era usual neste tipo de evento,  e do Gender Day, no âmbito da própria Conferência, que favoreceu a articulação das mulheres.
 
 
No que tange à  iniciativa da Rede  “Um Milhão de Painéis Solares”, experiências apresentadas durante a COP, como a de Bangladesh, onde mulheres instalaram mais de um milhão de painéis  em residências, mostram que é possível e viável.
 
 
A ancoragem institucional para esta iniciativa da Rede será  exercida pelo CEBDS, que pode exercer este papel por congregar a maior parte das empresas e lideranças do setor as energias renováveis , já reunidas em sua Câmara Técnica de Energias Renováveis. A próxima reunião sobre os Painéis será iniciativa sua.
 
 
No encontro foi  anunciado que será apresentado nas próximas semanas, para debate pela Rede, um desenho inicial da iniciativa Ecologia do Tempo. A iniciativa deverá desdobrar-se em pesquisa internacional em parceria com o PNUMA Brasil.

Tag(s): Notícia